ARTIGOS
Large estrabismo02

Estrabismo: Muito além da Estética

Estrabismo é o termo usado para designar qualquer forma de desalinhamento dos olhos. Popularmente conhecido como “vesgueira”, acomete cerca de 4% da população. Existem vários tipos de estrabismo e eles podem causar tanto problemas estéticos como também visuais.
Se formos classificar os desvios de acordo com sua direção, existem desvios convergentes (para dentro), divergentes (para fora), os verticais (para cima ou para baixo). Também há a classificação de acordo com a duração do desvio: permanente ou intermitente.
As causas do estrabismo são inúmeras, podendo acontecer desde o nascimento (congênito) até qualquer momento da vida (adquirido). Algumas causas dos estrabismos adquiridos: traumatismo craniano, diabetes, hipertireoidismo, alto grau de hipermetropia, baixa visão.
As consequências do estrabismo, além do prejuízo estético, podem ser ambliopia (diminuição da visão), falta de visão tridimensional e visão dupla (diplopia). Importante também ressaltar que é comum o paciente que tem estrabismo apresentar algum tipo de transtorno psicológico pela sua condição. Transtorno de ansiedade, fobia social, depressão, entre outros, são muito relatados durante a consulta.
O diagnóstico é facilmente feito em exame de rotina com oftalmologista experiente. E já que existe a possibilidade de comprometimento visual irreversível, os pais devem levar seus filhos a consultas de rotina mesmo que não percebam desvio e mesmo que a criança não tenha queixa. Não é incomum, entretanto descartarmos a condição em alguns bebês que possuem o “falso estrabismo”: os olhos estão alinhados, mas se tem a impressão de que existe desvio, pois a prega palpebral cobre a parte branca do olho.
Existem vários tipos de tratamento que vão ser indicados de acordo com cada caso. Muitas vezes os pacientes que têm abaixo de 7 anos de idade irão usar tampão ocular para evitar a ocorrência de ambliopia (diminuição da visão causada pelo desvio). Outros pacientes, sobretudo os que têm grau elevado, irão usar óculos. Em casos de paralisia de algum músculo ocular, podemos realizar a aplicação de botox; alguns pacientes que têm visão dupla podem ter seu problema resolvido pelo uso de óculos com prismas. Mas, a maioria dos pacientes terão indicação de cirurgia para correção do estrabismo.
A cirurgia do estrabismo é realizada nos músculos responsáveis pela movimentação dos olhos. A técnica cirúrgica varia conforme o caso e pode ser realizada com anestesia local ou geral. Os pacientes em média precisam de uma semana para recuperação pós-operatória.